Anvisa alerta sobre venda irregular de produto para emagrecer

O composto 50 Ervas Emagrecedor está proibido no país desde 2020.

Anvisa alerta sobre venda irregular de produto para emagrecer

O composto 50 Ervas Emagrecedor está proibido no país desde 2020.

09-02-22 - É NOTICIA - COMPOSTO 50 ERVAS ANVISA.mp3

Duração: 1'03''

Publicado em 09/02/2022 20:07

A Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, alerta aos consumidores que o composto 50 Ervas Emagrecedor está proibido desde 2020. Segundo a Anvisa, o produto não está regularizado como medicamento, e o comércio de produtos não autorizados pela agência é crime no país.

O composto 50 Ervas Emagrecedor é vendido no mercado como suplemento alimentar, mas o comércio é irregular porque os ingredientes não são autorizados para uso em alimentos. Entre os componentes estão o chapéu-de-couro, cavalinha, douradinha, salsaparrilha, carobinha, sene, dente-de-leão, pau-ferro e centella asiática. Esses vegetais têm autorização da Anvisa para uso somente em medicamentos, e não em suplementos alimentares.

Em 2020, a Anvisa publicou duas resoluções que proíbem a comercialização, a distribuição, a fabricação, a propaganda e o uso do composto, e também determinam a apreensão e destruição do produto.

Qualquer produto com propriedades terapêuticas, por exemplo, com a promessa de emagrecimento, só pode ser comercializado no Brasil com autorização da Anvisa em farmácias ou drogarias.

Para mais informações, acesse gov.br/anvisa

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Ana Pimenta