Presidente sanciona lei que trata do excesso de peso de caminhões

Nova legislação aumenta de 10% para 12,5% os limites de tolerância para excesso de peso por eixo de ônibus de passageiros e de caminhões de carga.

Presidente sanciona lei que trata do excesso de peso de caminhões

Nova legislação aumenta de 10% para 12,5% os limites de tolerância para excesso de peso por eixo de ônibus de passageiros e de caminhões de carga.

22-10-21 - E NOTICIA - MARCIA DIAS veiculos.mp3

Duração: 1m16s

Publicado em 22/10/2021 19:11

Os veículos ou combinações de veículos, como carretas com reboques, com peso bruto igual ou inferior a 50 toneladas, deverão ser fiscalizados apenas quanto aos limites de peso bruto total ou de peso bruto total combinado, que considera o caminhão e o reboque.
Já os veículos não adaptados ao transporte de biodiesel, mas que realizam o transporte desse produto, terão seus limites de tolerância aumentados de 5% para 7,5% no peso bruto total ou no peso bruto total combinado, regra que vale até o sucateamento dos caminhões.
Se o condutor for parado e a fiscalização encontrar alguma irregularidade que possa ser corrigida no local ou se o veículo tiver condições de segurança para circular, ele pode seguir viagem.
Nesse caso, o CRV, Certificado de Registro Veicular, será retido e o condutor terá até 15 dias para regularizar a situação e receber de volta o documento. Essa concessão só vale para veículos registrados e licenciados.
A nova lei também traz regras sobre o cumprimento do vale-pedágio e a indicação de motorista infrator no caso de veículos que pertencem a pessoas jurídicas.

Da Rede Nacional de Rádio, em Brasília, Márcia Dias